Início » PI ACABA POR LEI
Fisica/Matem.

PI ACABA POR LEI

A razão entre o comprimento de uma circunferência e seu diâmetro é o número pi, e seu valor é aproximadamente 3,1415926. Bem aproximadamente, pois pi é um número irracional, o que significa dizer que não há como representá-lo pois possui infinitas casas decimais que não seguem nenhuma sequência.
É diferente de, por exemplo, um terço, (1/3), pois um dividido por três é 0,333333… e tantos três quanto você quiser. Apesar de ter infinitas casas decimais elas seguem um padrão, o algarismo três se repete indefinidamente.
Veja o caso de 1/7 (um sétimo) que é 0,14285714285714285714285714285714… Também prossegue indefinidamente, mas há um padrão, a sequência 142857. Esses seis dígitos se repetem indefinidamente.
Mas o número pi é diferente. Possui infinitas casas decimais, mas não há um padrão, por isso ele é irracional.
Existem até frases mnemônicas para lembrar alguns dos algarismos de pi. A que mais gosto é “Nós e todo o mundo decoramos pi usando letra por número”. Veja o número de letras de cada palavra: Nós = 3; e = 1; todo = 4; o = 1; mundo = 5; decoramos = 9; pi = 2; usando = 6; letra = 5; por = 3; número = 6; ou seja, 3,1415926536. E existem outras frases como essa em vários idiomas.
O pi é tão considerado pelos matemáticos que até tem seu próprio dia, 14 de março. Isso se dá por que no modo de escrever datas americano o dia 14 de março é 3,14, o que é uma aproximação de pi. Esse ano de 2016 foi especial para a data, pois considerando mês, dia e ano temos 3,1416. Excelente aproximação.
Mas o que me traz a esse assunto aqui no blog é um fato curioso.
A assembleia geral do estado de Indiana, EUA, em 1897, estabeleceu a lei número 246, não votada, para que o número pi tivesse valor exato em 3,2. Esse na verdade projeto de lei nunca foi efetivado quando o professor C.A.Waldo da Universidade de Purdue apresentou as devidas razões para os congressistas estaduais.
O projeto de lei foi apresentado pelo médico e matemático amador Edward J.Goodwin (1825 – 1902) que acreditava que havia conseguido um método para a chamada quadratura do círculo, ou seja, determinar exatamente o comprimento de um círculo, a partir da construção de um quadrado de perímetro equivalente. Esse processo é justamente impossível porque o número pi não possui uma representação racional. Mas enganado como estava o dr.Goodwin (vitória boa?!) ele concluiu que pi era um valor exato, qual seja 3,2.
Dessa forma encaminhou para o congressista Taylor Record para que fosse transformado em lei estadual. Assim pi teria o “valor correto”, pelo menos no estado de Indiana.
Isso já foi tão ridicularizado através dos tempos que até em episódios do seriado animado The Simpsons a referência a esperteza dos congressistas de Indiana foi questionada.
Pi ou π é um número irracional! Ou fazendo um pequeno trocadilho, é “irracional pensar que pi é racional”.
PS.: Portando continua sendo apenas uma piadinha infantil que o pi acaba no Paraná, pois PARANAPIACABA (cidade paulista).
Referência: https://en.wikipedia.org/wiki/Indiana_Pi_Bill

Sobre o autor

Sérgio Sato

Sérgio Sato

Professor universitário há 35 anos de Física e Matemática. Avaliador no INEP/MEC. Motociclista. Entusiasta do conhecimento.

Adicione um comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: