Início » LEI MAIS FAMOSA
Fisica/Matem.

LEI MAIS FAMOSA

A Física é uma ciência de leis. Leis naturais.

Os físicos ao longo do tempo vêm observando a natureza e interpretando seus mecanismos, e se possível, estabelecendo leis que descrevem esses mecanismos.

São muitas as leis da Física. Lei de Ampere, Leis de Kepler, Lei de Fourier, etc.

Mas acredito que a mais famosa ou mais popular seja a terceira lei do movimento, também conhecida como lei da ação e reação, ou terceira lei do movimento de Newton[1].

Ela afirma que se um corpo A aplica uma força sobre um corpo B, então, simultaneamente, o corpo B aplica outra força sobre o corpo A. Essas forças possuem a mesma intensidade, a mesma direção e sentidos opostos.

Muitas pessoas que conhecem essa lei chegam a argumentar que em função dela nada deveria ser mover, afinal forças opostas, de mesma intensidade não deveriam se anular.

Isso seria verdade se as duas forças fossem aplicadas a um mesmo corpo, o que não é o caso, visto que cada uma delas está aplicada a um corpo diferente.

Quando Newton refletiu sobre o movimento e quais seriam as causas do movimento ele percebeu que essa causa é a força. Força é o que imprime aceleração a um corpo, ou seja, força é o agente que altera a velocidade de um corpo.

Desse conceito surgem naturalmente as duas primeiras leis do movimento, a lei da inércia e a lei da Dinâmica.

Se nenhuma força é aplicada sobre um corpo ele manterá seu estado de repouso (se assim estiver) ou de movimento uniforme (se assim estiver).

Se uma força é aplicada a um corpo ele irá acelerar. Se estiver em repouso entrará em movimento e se estiver em movimento uniforme poderá alterar sua trajetória e/ou sua velocidade.

Em um primeiro momento Newton acreditou que essas duas leis bastavam para explicar todos os fenômenos nos quais o movimento e o repouso ocorrem.

Depois de alguns anos refletindo notou que faltava algo. As duas primeiras leis deixam claro o que ocorre com um corpo que recebe ou não uma força. Mas o que ocorre com o corpo que é a origem dessa força. Ele também deve ser impressionado por algum efeito, pensou ele corretamente.

Desse raciocínio surgiu a lei da ação e reação.

A lei que estabelece que nenhum corpo do Universo pode tocar outro sem ser também ele tocado. Tocado aqui tem um sentido muito maior do que as forças de contato, pois existem forças que atuam à distância, como a gravidade. E também a gravidade é regulamentada pelas leis de movimento.

Assim, enquanto o Sol atrai a Terra, a Terra também atrai o Sol.

Como a quantidade de aceleração experimentada por um corpo depende, diretamente, da força aplicada, mas, inversamente, da massa do corpo, a força que atua sobre a Terra a obriga a traçar uma órbita ao redor do Sol. Mas o Sol com uma massa muito maior[2] reage muito pouco a atração terrestre.

Na verdade como o Sol possui quase a totalidade de massa de todo o sistema solar, ele ocupa uma posição central (aproximadamente) nesse sistema de planetas.

Contudo se o planeta possuir bastante massa ele poderá produzir uma oscilação ligeira na estrela que orbita.

Esse raciocínio é usado para a partir da observação dessas oscilações em estrelas distantes deduzir a presença de planetas gigantes em sua órbita.

Vários planetas extrassolares[3] foram localizados dessa forma.

É Newton desbravando fronteiras além do nosso sistema solar.

[1] Isaac Newton, 1643 – 1727

[2] Mais de 330 mil vezes a massa da Terra

[3] Um exoplaneta (ou planeta extrassolar (pré-AO 1990: extrassolar) é um  planeta  que  orbita  uma  estrela que não seja o Sol e, desta forma, pertence a um sistema planetário distinto do nosso. Desde 19 de julho de 2018, existem 3806 exoplanetas em 2847 sistemas, com 633 sistemas tendo mais de um  planeta. Há ainda 2.724 candidatos à espera de confirmação. Wikipédia.

Sobre o autor

Sérgio Sato

Sérgio Sato

Professor universitário há 35 anos de Física e Matemática. Avaliador no INEP/MEC. Motociclista. Entusiasta do conhecimento.

Adicione um comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: